Não sabe o que forma borra? Aqui no CPW você aprende!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Não sabe o que forma borra? Aqui no CPW você aprende!

Mensagem por Iguinho em Dom Fev 14, 2010 2:00 pm

Você já ouviu falar de borra de óleo? Trata-se de um problema que vem atingindo com maior freqüência a frota brasileira nos últimos oito anos. Sua ocorrência é maior nos motores mais modernos, que exigem mais atenção na manutenção. Os resultados de sua ocorrência são drásticos e podem significar prejuízos que variam entre R$ 300,00 e R$ 10.000,00.

A borra de óleo é uma solidificação do óleo do motor de seu carro, que vai ganhando uma consistência pastosa e passa a ter dificuldades de percorrer as galerias internas. Com o tempo, a bomba de óleo passa a perder pressão e as peças móveis - como os tuchos, comando de válvulas, mancais de bielas, bronzinas e virabrequim - param de receber lubrificação, levando ao travamento total do motor.

O óleo se solidifica por três motivos: oxidação, degradação e contaminação. A oxidação e a degradação acontecem quando o proprietário simplesmente deixa de trocar o óleo do carro. Poucos notam que a maioria da frota nacional roda em tráfego urbano e trajetos curtos. Tais condições obrigam a troca em metade do prazo ideal estipulado pelo manual de proprietário, uma vez que o motor trabalha em temperaturas maiores e exige mais do óleo. Isso vale para óleos minerais, semi-sintéticos ou sintéticos.

Outros motivos são a utilização de lubrificantes inadequados ou de baixa qualidade - diferentes dos recomendados pelo fabricante - e a falta de manutenção no sistema de arrefecimento. Principal responsável por manter baixa a temperatura do motor, o radiador deve estar sempre com aditivo. Caso esteja só com água, o lubrificante passa a exercer sua função e tem a vida útil diminuída.

A contaminação do óleo está intimamente relacionada a outro fenômeno recente: a gasolina adulterada. Os solventes utilizados pelos postos de má-fé reagem com o óleo e aceleram sua degradação. Misturar óleo novo com o óleo velho também é outro fator de contaminação que culmina com a borra.

Os principais sintomas da borra de óleo são ruídos metálicos provenientes do motor. As partes mais afetadas são as mais altas do motor, como os tuchos e o comando de válvulas. A solução do problema está na aplicação de um produto chamado "flushing", que dissolve a borra, ou na abertura e limpeza manual do motor. Confira abaixo algumas dicas para que a borra passe longe do seu motor:

Confira algumas dicas:
- Por prevenção, utilize sempre os seguintes prazos para a troca de óleo: 5.000 quilômetros para óleo mineral e 7.500 quilômetros para óleos semi-sintéticos e sintéticos. Caso você rode majoritariamente em estradas, pode-se adotar 10.000 e 15.000 quilômetros, respectivamente.



- Troque sempre o filtro de óleo a cada troca de lubrificante. Como o componente tem capacidade de até 1,0 litro, o óleo antigo nele contido pode contaminar o novo.



- Sempre siga as especificações recomendadas pelo manual de proprietário. Evite misturar marcas ou tipos de óleo diferentes.



- Abasteça em postos de confiança e com controle de qualidade. A gasolina adulterada é uma das principais vilãs da borra de óleo.



- Mantenha o sistema de arrefecimento do seu carro sempre com aditivo e não com água pura. O recomendado é fazer a troca do líquido anualmente.



- Motor desregulado significa queima incorreta da mistura ar/combustível. Ou o oxigênio, ou a gasolina sobrarão e contaminarão o óleo. Faça um regulagem do motor anualmente ou a cada 30.000 km.

Evite borras de óleo no motor

O motorista pode estar seguindo, à risca, o manual do proprietário, mas, ainda assim, fazendo tudo errado e contribuindo para a formação de borra que detona o "MOTOR".
Um dos principais e mais graves problemas que os proprietários de automóveis estão enfrentando no Brasil, hoje, é o da formação de BORRA nos motores, causado, entre outras coisas, pela má qualidade dos combustíveis. Saiba como proceder, a fim de evitar prejuízo e constrangimento.

PERÍODO DE TROCA

Siga, teoricamente, as recomendações constantes no manual do proprietário do seu carro. No entanto, os problemas com BORRA vêm contribuindo para que as montadoras modifiquem essas recomendações. ANOTE:

1 . a especificação de viscosidade está sendo alterada para outra, de óleo mais FINO. Substituir o óleo 20W50 por um 10W40, por exemplo, torna mais difícil a possibilidade de formação de BORRA;

2 . a troca de óleo mais freqüente elimina o problema, pois o seu carro estará sempre rodando com óleo NOVO. As montadoras que mantiveram a recomendação de troca aos 10.000 kms não tiveram problema de BORRA.

Caso você fique em dúvida, siga uma das regras de segurança abaixo especificadas, para evitar problemas, levando em consideração os regimes de uso leve (mais de 70% em estradas asfaltadas) ou severo (mais de 70% em vias urbanas ou rural):

2.1 - por tempo: no máximo um ano para o regime LEVE e seis meses para o regime PESADO;

2.2 - por quilometragem: no máximo até 10.000 kms ou um ano (o que ocorrer primeiro) para o regime LEVE e, no máximo até 5.000 kms ou 6 meses (o que ocorrer primeiro) para o regime SEVERO.

Observação: regime SEVERO não significa somente andar em terrenos arenosos, na poeira ou com o veículo carregado. A operação que mais exige do motor é ligar pela manhã, rodar com ele FRIO e chegar no local de trabalho depois de poucos quilômetros, sem que ele tenha atingido a temperatura IDEAL de funcionamento. O carro fica parado o dia inteiro e a DOSE se repete no final da tarde ...

COMO DETECTAR A BORRA

1 . Ao se retirar o óleo, com o motor ainda quente, o mesmo não escorre facilmente;
2 . resíduo em forma de graxa ou BORRA de café na tampa de abastecimento do óleo;
3 . o motor fica sem força e aquecendo MUITO;
4 . presença de resíduo preto, em forma de GOMA, no filtro de ar, proveniente do respiro. Após a constatação do problema, leve o carro a uma oficina especializada, para que seja feita uma limpeza química, que exige apenas a retirada da tampa de válvulas e do cárter, evitando a abertura do mo-tor. Vale ressaltar que, a partir do momento em que se constata a presença da BORRA, mesmo que o motor ainda não tenha TRAVADO, já ocorreu algum comprometimento da sua durabilidade. Ao persistir o barulho, a RETÍFICA se faz imprescindível.

NÍVEL

O nível do óleo do motor do carro deve ser checado uma vez por semana, pela manhã, com o motor FRIO e num terreno plano. Ele deve se situar entre as marcas "MIN" e "MAX" da vareta. Ou seja, se o nível estiver exatamente no meio das duas marcas não significa que cabe, por exemplo, meio litro de óleo. Entretanto, como está provado que quanto menos óleo no cárter maior sua temperatura de funcionamento e possibilidade de oxidação (BORRA), quanto mais próximo o nível estiver da marca superior (MAX), tanto melhor.

FILTRO

É fundamental substituí-lo a cada troca de óleo pois, com o filtro usado, todas as impurezas que estavam nele vão contaminar o lubrificante recém-colocado. A função do filtro de óleo é reter partículas de sujeira, como pó e metal desprendido pelo atrito das peças.

LIMPEZA

Os técnicos recomendam o uso de um detergente especial (Engine Flush ou Motor Flush) antes de trocar o óleo. Adicione uma latinha ao óleo VELHO, deixe o motor funcionando em marcha lenta uns 10 ou 15 minutos e aí jogue tudo fora e coloque o NOVO lubrificante.

CRENDICES

Algumas pessoas colocam um pingo de óleo entre os dedos polegar e indicador e tentam determinar a VISCOSIDADE operacional do lubrificante. Mas, esteja aten-to para o seguinte: a viscosidade ou resistência ao escoamento de um óleo, é uma medida física de alta precisão e, portanto, só pode ser determinada através de ensaios feitos em aparelhos sofisticados, denominados viscosímetros cinemáticos.

Outras pessoas, por seu turno, fazem uma análise equivocada ou insuficiente da cor do óleo, como determinante para o momento da troca. Para elas, quando o óleo fica PRETO é chegada a hora de substituí-lo. PURO EQUÍVOCO.

BY Portal Alpini and Celta Clube (misturei os dois)

Abraços!

_________________
avatar
Iguinho
Admin

Mensagens : 32
Data de inscrição : 10/02/2010
Idade : 20
Localização : Sampa-SP

Ver perfil do usuário http://clubepalioweekend.forumeiro.info

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum